É uma situação que os donos de cantinas observam mas que ficam inertes a ela. Vários alunos da escola simplesmente não consomem nenhum produto da cantina escolar.

A alimentação é algo bem individual, ou seja, cada pessoa e cada família tem suas preocupações e suas escolhas, logo, isso acaba refletindo na frequência e nas escolhas alimentares dos alunos na escola.

Existe no entanto um grupo de alunos que consomem praticamente todos os dias nas cantinas, mas não é a maioria. De uma forma geral, os alunos consomem de 1 a 2 vezes na cantina.

Esse resultado pode estar relacionado tanto a um fator econômico como a uma preocupação maior dos responsáveis com a alimentação dos seus filhos:

Apesar de saber que os produtos são de excelente qualidade, alguns pais consideram os valores cobrados na cantina muito altos para que seus filhos façam uso da mesma de maneira constante.

 

PONTOS QUE DEIXARIAM OS RESPONSÁVEIS MAIS CONFIANTES E FELIZES

1. Os pais gostariam que as cantinas fossem como um “braço direto” deles, facilitando o acesso dos filhos a alimentos de qualidade e a uma variedade que teriam dificuldade de oferecer caso montasse uma lancheira diariamente.

2. A diversificação de produtos também seria de grande ajuda. Mais opções. A vida é muito corrida, minha filha leva produtos industrializados de merenda, então gostaria que quando ela comprasse na escola tivesse mais opções saudáveis.

3. Muitas vezes os produtos acabam no meio do intervalo e fazer a troca por outro produto parece ser a opção mais rápida. Porém, isso acaba tendo um resultado negativo para os pais, que além de visualizarem o consumo errado do filho, acaba prejudicando a confiança que possuem cantina.

Nem todos os alimentos, principalmente os saudáveis, têm todos os dias na escola. As opções são muitas mas o aluno tem opções limitadas.

4. A maioria dos responsáveis enxerga uma melhoria no serviço prestado pela cantina após a implantação pela cantina escolar de algum sistema de PDV (Ponto de Venda) em que os pais possam tanto acompanhar quanto modificar os alimentos consumidos pelos filhos.

Acreditamos que isso seja uma novidade, visto que a utilização deste tipo de tecnologia é ainda recente no país. Muitos operadores conseguem ter um panorama mais geral da sua loja e se animam para fazer mudanças: ganham agilidade no atendimento com a redução das filas, começam a olhar com mais atenção para a qualidade dos produtos que vendem, melhoram a relação com os responsáveis, entre outros pontos, e, diferentemente do que pensavam os administradores das cantinas, esta alteração é sim muito positiva na avaliação dos pais dos alunos.

Anúncios