Um cardápio mais saudável, com mais frutas, sucos naturais e alimentos com menos sódio e gordura. Com o objetivo de fazer com que os alunos comam melhor na hora do recreio, o Ministério da Saúde elaborou o Manual das Cantinas Escolares. Nele, os donos de cantinas escolares recebem orientações para oferecer  uma comida de melhor qualidade para os alunos.

Servir alimentos mais saudáveis aos estudantes. Esta mudança no cardápio é uma forma de contribuir para que os jovens se desenvolvam com saúde. Oferecer salada de fruta, as frutas, o suco natural, deve ser então a tonica maior de agora em diante para os que seguirem as recomendações da cartilha.

É mais saudável para eles, no seu desenvolvimento e uma forma de evitar obesidade. Então, os alunos acabam consumindo muitas coisas mais saudáveis.

Aqueles alunos que já experimentam nas cantinas este novo cardápio, já notam a diferença. Não tem nada frito e os lanches são bem saborosos. Nota-se uma qualidade melhor para eles, em termos de alimentação, e em nenhum momento verifica-se que o lanche ficou ruim por conta disso.

“Acho que tudo inicia em casa. A alimentação saudável tem que vir primeiro de casa e o apoio da escola é fundamental. Eu tenho sentido isso e estou achando muito positivo. A gente tem que estar preocupado e atento a isso, principalmente porque, hoje em dia, o que a gente mais vê é alimentação que não é o que a gente para os nossos filhos”, diz a mãe do aluno Alan, de Brasilia.

Promover a alimentação saudável faz parte da Política Nacional de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, que elaborou o Manual das Cantinas Escolares. A consultora técnica da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério, Renata Guimarães, explica que o manual ajuda os proprietários de cantinas escolares na mudança do cardápio. “O manual das cantinas ele é um material voltado para os donos desses estabelecimentos, onde vai estar comercializando esses alimentos dentro das escolas para estar subsidiando a transformar as cantinas tradicionais, onde e carregado de alimento industrializado, em alimentos ricos em açúcar, gordura e sal, e transformar essa cantina em uma cantina saudável.

A alimentação saudável de uma forma geral tem haver com o desenvolvimento, principalmente se falando de criança, em desenvolvimento físico, motor, até mesmo com relação à concentração dessa criança em sala de aula. Então tem haver com saúde.”

Anúncios