Embora pisar no Japanese Tea Garden de San Francisco oferece alívio imediato do estilo de vida urbano acelerado, nos bastidores, o negócio é um dos locais mais movimentados da cidade. Como prova de sua popularidade, o Tea Garden possui entre 6.000 e 8.000 visitantes nos finais de semana. O Jardim é um exemplo brilhante do que muitos operadores de restaurantes enfrentam caos de controle na parte de trás da casa, a fim de proporcionar a melhor experiência possível para os clientes.

O Japanese Tea Garden, que opera há mais de 120 anos, é o lar de uma árvore de bonsais de 400 anos de idade e apresenta trilhas e lagoas magníficas e tranquilas, cheias de peixes koi. O Jardim introduziu uma casa de chá tradicional há cerca de 80 anos e, desde então, tem sido um negócio florescente com linhas envolvendo. Dois anos atrás, o atual gerente da Tea House, o Sr. Tak Matsuba, começou a executar as operações do dia-a-dia.

Tak percebeu imediatamente a popularidade da Tea House, mas também suas lutas para manter as linhas em movimento e simplificar as operações de back-of-house. Tendo dirigido um restaurante Michelin Star por vários anos, a Tak procurou novas formas de manter o charme do velho mundo da Tea House, aumentando a eficiência.

O DESAFIO

Normalmente, não era incomum ver linhas de 35 clientes envolvendo o Jardim para alimentos e bebidas tradicionais no serviço rápido Tea House, que possui capacidade para 75 pessoas. Em um dia normal, a Tea House serve cerca de 900 convidados. Em cima de longas filas e ocasionais duas horas de espera, a Tea House usou um sistema de ponto de venda de caixa registradora que limitava a quantidade de dados disponíveis para a Tak para revisar; ele não tinha como avaliar as operações básicas, como o histórico de pedidos ou inventário rastreamento. Tak também gastou cerca de 45 minutos por dia reconciliando contas, pois, apesar de ter uma equipe maravilhosa, o sistema de caixa registradora aumentou a chance de erro humano.

Tak começou a busca de um novo sistema de ponto de venda que traria a casa de chá histórica no século XXI. Ele precisava simultaneamente acelerar o serviço para cortar as linhas e manter a equipe feliz com maiores oportunidades de dicas. Por fim, Tak precisava de um sistema que pudesse aproveitar os dados para rastrear ordens específicas e minimizar o erro humano associado às antigas caixas registradoras.

A SOLUÇÃO

Tak encontrou o CAKE várias vezes durante sua pesquisa e, depois de receber uma demo, ficou convencido de que o sistema era o que seu restaurante precisava. Ele foi imediatamente atraído para sua interface amigável. Uma atualização aparentemente pequena para uma tela voltada para o cliente, onde os clientes podem assinar sua verificação eletrônica e atribuir um montante de gorjeta, também foi um grande benefício para a equipe da Tak.

“Depois de ver a tela voltada para a frente e o prompt da ponta, eu senti que eu poderia garantir que minha equipe aumentaria as dicas em pelo menos 30%, com base apenas no design”, disse Tak. “Como se verificou, eles conseguiram fazer Mais do que essa estimativa “.

OS RESULTADOS

Reduzindo linhas pela metade

Devido à eficiência de transição para um sistema de POS trazido para o Tea House, as linhas foram imediatamente reduzidas em até 30-50 por cento, dependendo do dia e do servidor. Uma grande razão para isso foi a abordagem simplificada de pedidos. Longe foram os dias de inserir manualmente os preços em uma caixa registradora – o novo sistema de tela sensível ao toque teve itens e preços incorporados. “Nós reduzimos o tempo para tomar uma ordem ao meio”, disse Tak. “Agora, você apenas assina com o dedo”.

Aumento de 50 por cento nas dicas

Com o novo POS, Tak conseguiu manter seus funcionários felizes através de um aumento de dicas. Ele previu que o novo POS e a tela frontal poderiam aumentar as gratificações em 30%, mas, como diz Tak, “acabaram dobrando suas dicas. Eles ficaram maravilhados! “A melhor parte foi que essa redução no fluxo de trabalho não se limitava à equipe.

Redução de erros e maior responsabilização

Tak também encontrou os benefícios de back-of-house surpreendentes. Com itens de menu agora programados no POS, a equipe da Tak diminuiu significativamente o erro humano e os velhos tempos de reconciliação desapareceram.

Ele conseguiu eliminar uma a duas horas de trabalho por dia, que geralmente se dedicava à reconciliação. Mas, mais importante, pela primeira vez, ele conseguiu rastrear quando ocorreu um erro e qual membro da equipe estava trabalhando para que ele pudesse investigar mais qualquer problema. Agora, a equipe da Tea House entra no POS e, se houver um erro, a Tak tem toda a informação que ele precisa para solucionar de forma rápida e eficiente qualquer problema.

Tranquilidade através de dados em tempo real

Se é do seu escritório com vista para os jardins pacíficos antes que os convidados chegam, ou em casa nos dias de folga, Tak pode acessar dados ao vivo para a Tea House. Ele pode ver o que está vendendo bem, alterar os preços, comparar as vendas em prazos designados e verificar a eficiência da equipe. Essa paz de espírito melhorou o processo de Tak e ajudou-o a se tornar um melhor chefe para sua equipe.

VALOR ADICIONAL FORNECIDO

Uma melhor compreensão do inventário

Enquanto a transição para um POS ajuda a acelerar o negócio em restaurantes de serviço rápido, ele também agiliza o processo de gerenciamento de estoque. Tak usa dados do CAKE para rastrear o estoque que ele vendeu, o que, por sua vez, lhe permite tomar decisões de compra melhores e mais inteligentes com fornecedores.

“Por causa do sistema, agora posso ver exatamente quanto chá eu vendi”, disse Tak. “Isso faz com que o reordenamento seja muito mais fácil para mim do que antes, quando eu tive que adicionar números manualmente e ver o que foi vendido”.

Sobre o BOLO

Baseado no Vale do Silício, o CAKE é uma empresa Sysco que oferece soluções tecnológicas específicas para restaurantes. A plataforma do CAKE integra perfeitamente as operações do restaurante da frente e da casa, permitindo que os proprietários e operadores de restaurantes consigam visibilidade e controle incomparáveis ​​sobre o ponto de venda, tabela e gerenciamento de lista de espera, preços de menu, rastreamento de preferências de convidados, sistemas de reservas, inventário e folha de pagamento.

Mais estudos de caso, para muitos tipos diferentes de negócios, podem ser encontrados em nossa seção de Estudo de Caso – veja o menu do lado esquerdo e clique em Estudos de Caso

Anúncios